Marcia Tiburi projeta ofensiva neoliberal após pandemia: “Vai se intensificar”

A pandemia de coronavírus que se espalhou pelo mundo pode ter efeitos danosos não só em relação à saúde das pessoas, mas deve afetar diretamente a maneira como nos relacionamos em sociedade no Brasil e no mundo. É o que projeta a filósofa e professora de Política Mundial na Universidade Paris 8, na capital francesa, Marcia Tiburi.

Tiburi foi a convidada da décima edição do programa BDF em Casa, produção do Brasil de Fato durante a quarentena de combate à propagação do coronavírus no Brasil, que vai ao ar de segunda a sexta-feira, às 17h, no canal do jornal no YouTube e no Facebook

A filósofa espera que a pandemia sirva para repensar atitudes. “Não podemos pensar que o capitalismo vai desaparecer e que o neoliberalismo, que já é a fase desesperada do capitalismo, vá desaparecer”.

Mais selvagem 

O período pós pandemia, acredita Tiburi, deverá ser um momento de avanço das políticas neoliberais: “Haverá muitas guerras contra os pobres, muita matança e genocídios perpetrados pelos donos do meio de produção, inclusive da linguagem que tentam administrar a população por meio dessa lavagem cerebral”, completa.

O programa ainda entrevistou Nuredin Ahmad, da Associação Brasileira de Juristas pela Democracia (ABJD), sobre o processo que a entidade levou ao Tribunal Penal Internacional (TPI) contra o presidente Jair Bolsonaro, por conta de crimes contra a humanidade e sua irresponsabilidade perante a crise de coronavírus no Brasil. 

Assista na íntegra:

By Alice Pavanello

Deixe um comentário

Veja também