Em Porto Alegre, Loja da Reforma Agrária é opção para comprar alimentos orgânicos

Aliada ao isolamento social, garantir uma boa imunidade é a principal defesa do nosso corpo para enfrentar o coronavírus. Podemos fazer isto através de boa e variada alimentação, dormir bem, tomar bastante água, manter boa disposição e a moral em alta, além de tomar os cuidados necessários. Uma das opções para adquirir alimentos não-transgênicos e sem veneno é a Loja da Reforma Agrária, no Mercado Público de Porto Alegre.

A partir do Decreto n° 20.512, publicado na edição extra do Diário Oficial de Porto Alegre, o Mercado Pública abrirá de segunda a sábado, das 9h às 17h – somente estabelecimentos com atividades essenciais – para comercialização de alimentos e padarias. A recomendação do decreto é que as portas internas sejam fechadas e que as lojas com portas externas as mantenham abertas para circulação de ar. Também que as equipes de trabalho das lojas orientem os clientes quanto a cuidados de higiene, distanciamento e/ou isolamento social.

A Loja da Reforma Agrária é um dos estabelecimentos que tem abertura por dentro e por fora do mercado. Para as pessoas idosas, tem horários prioritários de atendimento: pela manhã, das 9h às 10h, e à tarde, das 13h às 14h. Considerando a recomendação de não circulação de pessoas idosas e/ou com mais de 60 anos, a loja está oferecendo tele-entrega dos produtos. Os pedidos devem ser feitos pelo telefone (51) 3023-4057 até as 15h30 para entrega no mesmo dia.

Produtos dos assentamentos

Criada em 2002, a Loja da Reforma Agrária é mantida pela Coceargs – Cooperativa Central dos Assentados do RS. A nutricionista e assessora de comunicação da loja, Bruna de Oliveira, afirma que o objetivo é fornecer alimentos saudáveis e orgânicos à população, especialmente os produzidos pelas cooperativas dos assentamentos da Reforma Agrária. “Temos frutas e verduras frescas diariamente. Um dos nossos principais produtos é o arroz orgânico produzido pelas cooperativas dos assentamentos do RS, hoje maior produtor de arroz orgânico da América Latina.”

Outros produtos disponibilizados são: farinhas, pães, bolachas, erva mate, mel, sucos diversos, queijos e laticínios, embutidos e cortes de frango. Também tem uma diversidade de mais de mil itens, como: temperos, condimentos, suplementos alimentares, açúcar mascavo orgânico, açúcar, café orgânico, hortifrutigranjeiro em geral, ovos orgânicos, bananas orgânicas, feijão, diversos grãos e sementes.

 

By Alice Pavanello

Veja também