Na véspera, a bolsa fechou em alta de 1,82%, a 99.404 pontos.

O principal indicador da Bolsa de Valores de São Paulo, a B3, opera em leve queda nesta quarta-feira (19), à espera das decisões sobre as taxas básicas de juros dos Estados Unidos e do Brasil, que serão divulgadas durante a tarde.

Às 13h34, o Ibovespa tinha queda de 0,17%, a 99.239 pontos.

Na véspera, a bolsa fechou em alta de 1,82%, a 99.404 pontos, no maior patamar de fechamento desde 19 de março.

Na visão da equipe do Departamento Pesquisas e Estudos Econômicos do Bradesco, o mercado aguarda o desfecho da reunião do Federal Reserve (Fed, na sigla em inglês), que será conhecido às 15h (horário de Brasília).

A expectativa é de que “a instituição sinalize possíveis cortes de juros nos próximos meses, em linha com a recente atividade global mais enfraquecida e dos indicativos de que a desaceleração foi acompanhada pela economia norte-americana”, afirmou em relatório a clientes nesta quarta-feira, segundo a Reuters.

Além do comunicado com a decisão, o Fed divulgará projeções econômicas dos EUA e o chairman Jerome Powell dará entrevista à imprensa.

O Banco Central brasileiro também ocupa as atenções nesta quarta-feira, mas terá sua decisão sobre a taxa básica de juros conhecida apenas após o fechamento do mercado. Pesquisa Reuters apurou que o Comitê de Política Monetária (Copom) do Banco Central deverá manter a Selic a 6,5% ao ano.

“As apostas são de que a autoridade monetária sinalize corte(s) de juros nas próximas reuniões”, destacou a equipe da Coinvalores em nota a clientes.